SAÚDE: Projeto “Opera Rondônia” prevê a realização de 2.790 cirurgias em Ji-Paraná


Projeto “Opera Rondônia” acontece no Hospital Claudionor Couto Roriz em Ji-Paraná

Porto Velho, RO - O Governo de Rondônia, lança nesta sexta-feira (18), mais uma edição do projeto “Opera Rondônia” no município de Ji Paraná. Nesta etapa serão realizadas 2.790 cirurgias para população da região. As cirurgias devem acontecer de forma gradual no Hospital Claudionor Couto Roriz.

Para a execução do “Opera Rondônia”, o Poder Executivo destinou R$ 3.562.518,28 (três milhões, quinhentos e sessenta e dois mil, quinhentos e dezoito reais e vinte oito centavos) para a prefeitura do município.

O projeto tem como objetivo, ajudar os municípios com recurso financeiro para realização de cirurgias e outros procedimentos hospitalares, além de diminuir a fila de espera no Estado.

As cirurgias realizadas nesta edição serão: Colecistectomia; Hemorroidectomia; Histerectomía Total( via vaginal); Hernioplastia Incisional/ Inguinal/ Crural (Unilateral); Ooforectomia; Curetagem Semiotica c/ ou s/ dilatação do colo do útero; Laqueadura Tubária; miomectomia; Colpoperineoplastia anterior e posterior; exerese de polipo de utero; exerese de mama supranumeraria; fistulectomia/ fistulotomia anal; exerese de glandula de bartholin/skene; marsupialização de glandula de bartolin; fulguração/ cauterização quimica de lesões cutaneas; exerese de tumor de pele e anexos/ cisto sabeceo/ lipoma; coledocotomia c/ ou s/ colecistectomia; histerectomia c/ abexectomis (uni/ bilateral) / subtotal/ total (por via abdominal); colpoperineoplastia; excisão tipo 3 do colo uterino; exerese de cisto tireoglosso; exerese de cisto dermoide; seterectomia / quadrantectomia; hernioplastia umbilical; laparotomia exploradora; liberação de aderencias intestinais; reparação de outras hernias e tratamento cirurgico de hidrocele.

O projeto que iniciou esse ano já contemplou os seguintes municípios:Rolim de Moura, Ouro Preto do Oeste, Vilhena, Nova Mamoré, Cerejeiras, Pimenta Bueno, Espigão do Oeste, Porto Velho, Ariquemes e Jaru.

Os procedimentos devem acontecer de forma rápida conforme a capacidade operacional da unidade de saúde, não deixando de priorizar o atendimento de urgência e emergência, como também os casos de covid-19.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem