INCENTIVO: Conselho de Desenvolvimento do Estado aprova incentivo tributário para empresa cerealista

A indústria beneficiada vai processar produtos do agronegócio, projetando investimento e emprego em Jaru

Porto Velho, RO - O Governo de Rondônia, por meio da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico – Sedec, aprovou o incentivo tributário de 75% para uma empresa do segmento cerealista, que em seu projeto se compromete em realizar R$ 200 mil de investimento fixo. A aprovação aconteceu na última terça-feira (28), durante a 77° reunião ordinária do Conselho de Desenvolvimento do Estado – Conder, no Palácio Rio Madeira.

De acordo com o secretário da Sedec, Avenilson Trindade, “a indústria vai processar os nossos produtos do agronegócio, projetando investimento e emprego em Jaru. O município tem demonstrado um forte crescimento econômico e colabora para o avanço da economia do Estado de Rondônia”.

A principal atividade da empresa será o beneficiamento do café e do cacau, padronização e cultivo. A meta é utilizar no seu processo produtivo matéria-prima e material secundário regional 100% rondoniense.

“Quero agradecer ao Governo de Rondônia pela agilidade do processo. Esse projeto vai ser de extrema importância para o nosso setor. Com esse incentivo fiscal, certamente vamos conseguir ofertar um preço da saca muito mais competitivo dentro do país”, disse o representante da empresa Ítalo Toneto.

PRODUTIVIDADE

O Estado de Rondônia se destaca na produção de grãos. No ranking nacional, a produção de cacau rondoniense ocupa o 4° lugar e o 2° lugar quando comparado aos estados da região Norte. Já o Café Canephora ocupa o 5° lugar em nível nacional e o 1° lugar na região Norte.

PIT

O Programa de Incentivo Tributário – PIT, consiste na liberação de crédito com desconto no ICMS, variando entre 65% e 85% para os investidores que vieram instalar suas indústrias em Rondônia, por um período de 120 meses. São beneficiadas pessoas jurídicas dos setores industrial e agroindustrial de qualquer porte, desde que atendam aos parâmetros de enquadramento do programa.

O Conder aprova resoluções para o fomento do setor industrial e agroindustrial de Rondônia. São membros os titulares das seguintes instituições: Secretaria de Estado de Agricultura – Seagri, Secretaria de Estado de Finanças – Sefin, Secretaria de Estado de Planejamento, Orçamento e Gestão – Sepog, Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental – Sedam, além da Federação de Agricultura e Pecuária de Rondônia – Faperon, Federação das Associações Comerciais e Empresariais de Rondônia – Facer, Federação das Indústrias do Estado de Rondônia – Fiero, Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de Rondônia – Fecomércio, Banco da Amazônia – Basa, Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem