TRÂNSITO: Carreata marca abertura do Movimento Maio Amarelo no município de Ji-Paraná

Carreata marcou abertura do Movimento Maio Amarelo em Ji-Paraná

Porto Velho, RO - Uma carreata marcou a abertura oficial do Movimento Maio Amarelo 2022, em Ji-Paraná, na tarde de segunda-feira (2). Em uma cerimônia rápida no Auditório Leila Barreiros reuniu autoridades, alunos de uma escola pública e imprensa para destacar a importância do Poder Público, iniciativa privada e sociedade civil nas ações de humanização do trânsito para reduzir sinistros e mortes no trânsito por meio do Movimento Maio Amarelo.

O diretor-geral do Detran Rondônia, Paulo Higo Ferreira de Almeida, falou da relevância do desenvolvimento de estratégias com parceiros, como a Polícia Rodoviária Federal – PRF; secretarias municipais de trânsito; Polícia Militar – PMRO; Corpo de Bombeiros Militar – CBMRO, demais órgãos, iniciativa privada e sociedade em geral nas atividades voltadas ao trânsito.

Diretor-geral do Detran destaca importância da participação da sociedade nas ações do Maio Amarelo

“Importante ressaltar que somos responsáveis pela segurança no trânsito, cada um deve fazer sua parte, pois só assim teremos redução de acidentes e mortes em vias públicas”, pontuou o diretor-geral do Detran.

Paulo Higo lembrou que durante o mês de maio, a autarquia estará intensificando as ações de educação, conscientização e fiscalização de trânsito; um trabalho realizado de forma rotineira pelo órgão. Ele convidou o poder público, iniciativa privada e sociedade para fazerem parte dessas ações que tem como objetivo salvar vidas.

O diretor Técnico de Educação de Trânsito – Dtet, Ruymar Pereira, reforçou o trabalho conjunto entre as Diretorias de Educação e de Fiscalização, que tem realizado ações em prol de um trânsito mais seguro e citou a “Duas Rodas, Uma Só Vida”, destinada exclusivamente para motociclistas que estão entre as principais vítimas de trânsito.

Ele reafirmou o compromisso de continuarem com a parceria em outras ações, onde quem ganha é a sociedade que terá mais segurança no trânsito.

Ações conjuntas entre Educação e Fiscalização reforçam segurança no trânsito

O diretor da Dtet explicou ainda que o Movimento Maio Amarelo foi institucionalizado especificamente com ações mais contundentes no mês de maio, em que o Detran Rondônia realiza ações educativas e de conscientização o ano todo, nas escolas públicas e particulares, empresas, instituições, ações em vias públicas, eventos e nos estabelecimentos comerciais durante o dia e no período noturno. “Nossos servidores vão até o cidadão para levar a informação do que é certo no trânsito e do que não se deve fazer, para evitar que coloque em risco a vida dele e de terceiros”.

O diretor Técnico de Fiscalização e Ações de Trânsito – Dtfat e coordenador da Lei Seca em Rondônia, Welton Roney Nunes Ribeiro, salientou que fazer ações de trânsito não é uma missão fácil e reduzir acidentes e mortes no trânsito não é algo que se faz de um dia para o outro, leva tempo, porque exige mudança de comportamento humano.

“Nós que estamos nessa atribuição, devemos dar o máximo, seja, em investimentos intelectual, de estruturas ou qualquer ação que venha somar faz parte da nossa responsabilidade e de todos os órgãos de trânsito”, disse Welton Ribeiro.

Ele comentou que a operação Lei Seca é uma ferramenta importante em prol da vida, toda vez que um condutor embriagado é retirado do trânsito, vidas são salvas.

O diretor da Dtfat esclareceu que as pessoas não são proibidas de ingerir bebida alcóolica; o que não pode é beber e dirigir.

Detran Rondônia é o único do País que trabalha com etilometro Alcolizer

A dica para quem ingerir bebida alcóolica é usar outros métodos de locomoção, como carro de aplicativo, carona com quem está sóbrio ou táxi.

O coordenador da Lei Seca em Rondônia, disse ainda que o Detran investiu cerca de R$ 1,5 milhão na aquisição de etilometros Alcolizer que tem tecnologia avançada que consegue detectar a presença de álcool no ar sem a necessidade do condutor fazer o teste assoprando no bico do aparelho. “A operação ficou mais dinâmica e passou a flagrar mais condutores embriagados e automaticamente oferecendo mais segurança no trânsito para a sociedade” afirmou Ribeiro.

O policial Rodoviário Federal, Marcio Freitas também destacou a importância das ações repressivas e educativas no combate aos acidentes e mortes no trânsito e ressaltou o valor de se trabalhar educação de trânsito nas escolas, com as crianças, por serem os futuros motoristas que terão mais consciência no trânsito.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem