Justiça denuncia homem acusado de decapitar criança em Teixeirópolis

Além da infante, o acusado também assassinou a mãe dela asfixiada para roubar objetos da casa

Porto Velho, RO - O Juízo da 1ª. Vara Criminal da Comarca de Ouro Preto D´Oeste denunciou ao tribunal do Júri Ezequiel Alves da Silva, pelo duplo homicídio seguido de roubo, das vítimas Geni Gomes Fróes, 39 anos, e a sua filha Samira Vitória Gomes de Jesus, de apenas 11 anos. 

O crime foi um dos mais bárbaros já visto na cidade de Teixeirópolis, região Central de Rondônia, pois Geni foi morta asfixiada com um travesseiro, e a filha decapitada com golpe de machado. O crime aconteceu na madrugada do dia 21 de março de 2020, na região central da cidade.

Os corpos das vítimas só foram encontrados após vários dias, por causa do mau cheiro e da presença de moscas vindo do interior residência e pelo sumiço repentino das duas notado pela vizinhança. Bastou uma olhada pela janela da residência para identificar que algo grave tinha acontecido. 

Uma vizinha ligou para a tia das vítimas. Foi essa vítima que encontrou os corpos e acionou a Polícia Civil e confirmou aos policiais que soube através de outra testemunha que o acusado esteve com Geni na noite anterior ao crime, pois tinham reatado o relacionamento. 

Ezequiel foi preso e confessou o crime aos policiais. Ele disse que matou Geni por causa de dívida e que ceifou a vida da criança para não deixar testemunhas. Em seu depoimento ele disse ainda que Geni era usuária de drogas e que não tinha um bom relacionamento com a pequena Samira. 

Os laudos da Polícia não deixam dúvidas da crueldade da morte das duas vítimas: Samira foi amarrada à cama antes de ser decapitada, e a mãe dela, foi atingida com uma machadada na cabeça antes de ser asfixiada.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem