EMBARCAÇÃO: Marinha restringe navegação no Madeira após nível ficar abaixo de 4 metros

Veja quais são são as embarcações e os pontos de restrição em Rondônia e Amazonas

Porto Velho, ROA Capitania Fluvial de Porto Velho (RO) publicou uma portaria para restringir a navegação em trechos do rio Madeira. A medida foi tomada após o nível das águas ficar abaixo dos 4 metros.

De acordo com a Marinha do Brasil na capital, há restrição no trecho de Porto Velho à passagem Uruá (AM). Além disso, fica proibido a navegação noturna de embarcações com calado superior a 2,20 m.

Do mesmo modo, há proibições diurnas que variam de acordo com o tamanho da embarcação. Conforme o nível das águas começa a baixar, há o surgimento de bancos de areia. Além de praias às margens do rio.

Em contrapartida, a Marinha restringe a navegação nos trechos que oferecem risco de acidentes.

Veja abaixo os locais e as restrições à embarcações.

Estiagem

O nível do rio Madeira em Porto Velho chegou a marca de 4,55 metros na última quarta-feira (6), a marca era prevista para o mês de agosto. Ou seja, o nível das águas está abaixo do normal e as autoridades temem uma seca histórica na região.

De acordo com a Marinha do Brasil em Rondônia, o nível do rio Madeira já atingiu a menor marca esperada para o período sem chuvas.

Caso as águas continuem a baixar, as navegações sofrerão interrupções. O rio também é usado para escoar a produção de matéria prima da Amazônia. Com isso, as balsas podem ter dificuldades para escoar a produção devido os bancos de areia que aumentam com o período de seca.


Fonte: Diário da Amazônia

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem