PREMIAÇÃO: Supel conclui mais de 520 pregões eletrônicos em 2021 e premia servidores

Destaques da premiação, na Categoria Especial, foi a Comissão de Licitação do novo Hospital de Urgência e Emergência

Porto Velho, RO - Todas as aquisições públicas do Estado de Rondônia realizadas por processo licitatório estão sobre o encargo da Superintendência Estadual de Licitações (Supel). É na Supel que os serviços de registros de preços para eventuais e futuras aquisições de materiais são licitados.

O órgão possui dez setoriais de licitação, sendo duas comissões e outras oito equipes que são lideradas por pregoeiros. Na pandemia, as equipes de pregoeiros e presidentes de comissão desempenharam um novo papel fundamental: realizar as contratações diretas emergenciais.

De acordo com o relatório de produção os servidores da Supel durante o ano de 2021, concluíram 527 pregões eletrônicos com êxito, sendo em média dois pregões finalizados por dia. Sobre ação de adjudicação foram feitas R$ 2.204.596.238,56 bilhões. No ranking de itens adjudicados o destaque foi para a equipe Ômega, que conseguiu realizar 111.617 aquisições e equipe Beta com 100.683.

Através da Superintendência é que foi realizado o processo de licitação para a contratação de empresa para a elaboração e aprovação do projeto, e construção do novo Hospital de Urgência e Emergência de Rondônia que será construído em Porto Velho.

Foi a primeira vez que o estado licitou no modelo BTS em forma de leilão

Para agradecer o empenho das equipes e homenagear o trabalho dos servidores, a Supel realizou na manhã desta quarta-feira (23), no salão Rosilda Schockness, uma premiação de reconhecimento pelo trabalho promovido pelas equipes em 2021.

De acordo com o superintendente da Supel, Israel Evangelista da Silva, a ideia da premiação é um incentivo e reconhecimento dos servidores. Segundo ele, os dados dos relatórios foram destaque pela quantidade de procedimentos licitatórios realizados pelos servidores que trabalharam no período pandêmico.

“Quando tivemos conhecimento do relatório de gestão do exercício de gestão de 2021, ficamos surpresos positivamente com os números. Nós imaginávamos que haviam realizados diversos procedimentos licitatórios, mas não pensávamos que haviam sido tantos, e com tantos êxitos. Daí surgiu a ideia de premiar as equipes em um evento institucional”, disse o superintendente.

Um dos destaques da premiação, na Categoria Especial, foi a Comissão de Licitação do Heuro. A equipe trabalhou e acompanhou o projeto desde os primórdios junto com a equipe da Sesau fazendo análise do projeto até conceder o edital e divulgar na fase externa que levou ao leilão na bolsa de valores.

A presidente substituta da Comissão, Heralda Lessa, contou que o processo de licitação do Heuro foi um desafio para a superintendência. “Essa foi a primeira vez que o Estado licitou no modelo BTS em forma de leilão, tivemos que ir a São Paulo, trabalhar as vezes a noite para fazer algumas publicações. É muito bom receber esse reconhecimento, mas o nosso prêmio verdadeiro é ver a obra que tem uma importância gigantesca para o Estado e sociedade, se concretizando”, disse.

Além do destaque para a comissão do Heuro, o prêmio de Maior Valor Global foi para a equipe Zeta, a equipe com mais pregões realizado ficou com a equipe Beta e prêmio de mais pregões realizados por dia ficou com a Ômega.

Graziela membro da equipe Beta, ganhadora por mais pregões em 2021 destacou como foi receber o prêmio. “Com a premiação a gente trabalha até mais motivada. Para a nossa equipe é maravilhoso por tudo que passamos nessa pandemia e tivemos que nos adaptar. A minha equipe mesmo com número reduzido conseguiu desenvolver as licitações em tempo hábil e apresentar para a população”, finalizou a servidora agradecida.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem