TRÂNSITO: Carreata e simulação de acidente marcam o fim do Movimento Maio Amarelo em Ariquemes

Carreata e simulação de acidente de trânsito marcam o encerramento do Movimento Maio Amarelo em Ariquemes

Porto Velho, RO - Uma carreata com a participação de parceiros, servidores e sociedade civil marcou o fim do Movimento Maio Amarelo 2022 que trouxe como tema este ano – “Juntos Salvamos Vidas”, na cidade de Ariquemes, na tarde de domingo, 29. O Movimento Maio Amarelo é coordenado pelo Departamento Estadual de Trânsito – Detran Rondônia que trabalha em parceria com órgãos públicos, iniciativa privada e sociedade civil organizada, ações para que haja mais segurança viária.

A carreata iniciou em frente ao prédio da Circunscrição Regional de Ariquemes – Ciretran que fica localizada na Avenida Tancredo Neves, Setor Institucional e percorreu ruas e avenidas da região central da cidade em um grande movimento em prol da vida. O evento contou com a participação da diretora-geral adjunta do Detran Rondônia, Benedita Oliveira e do diretor Técnico de Educação de Trânsito – Dtet, Ruymar Pereira Lima.

Benedita Oliveira destacou a importância de cada pessoa fazer a sua parte no trânsito, pois o trânsito é feito por cada um, independente de ser pedestre, ciclista, motociclista ou condutor de veículo automotor e afirmou, “os mais fortes na vida são responsáveis pelos mais frágeis, temos que ter empatia no trânsito, temos que nos colocarmos no lugar do outro”, afirmou a diretora-geral adjunta do Detran Rondônia.

O Detran tem trabalhado com outros órgãos para aderir ao Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito

A diretora-geral adjunta agradeceu a participação de todos na carreata do Movimento Maio Amarelo e enfatizou que o Governo tem cobrado que o Detran Rondônia, reforce as medidas efetivas para garantir segurança no trânsito.

O Detran/RO, tem trabalhado com outros órgãos para aderir ao Plano Nacional de Redução de Mortes e Lesões no Trânsito – Pnatrans que foi criado pela Lei nº 13.614, de 11 de janeiro de 2018. O novo art. 326-A do Código de Trânsito Brasileiro – CTB propõe um novo desafio para a gestão de trânsito no Brasil e para os órgãos integrantes do Sistema Nacional de Trânsito – SNT. O plano propõe reduzir o índice de mortes no trânsito em 50% até 2030.

Benedita Oliveira disse que o diretor-geral, Paulo Higo Ferreira de Almeida, delegou a ela as competências necessárias para promoção das ações de sensibilização quanto à adesão e desenvolvimento do Pnatrans, no âmbito do Estado de Rondônia, respeitando os limites de atuação previstos no respectivo plano.

Ela explica que para cumprir a meta do Pnatrans até 2030, será necessário reduzir no mínimo 50% o índice nacional de mortos no trânsito por grupo de veículos e o índice nacional de mortos no trânsito por grupo de habitantes, ambos apurados no ano da entrada em vigor da Lei nº 13.614, de 2018 e falou a importância da participação das instituições que compõe os órgãos do Sistema de Trânsito, iniciativa privada, órgãos público e sociedade como um todo.

Ruymar Pereira, agradeceu ao diretor geral, Paulo Higo e a todos os servidores do Detran Rondônia que não mediram esforços no sentido de intensificar as ações que já são realizadas rotineiramente em virtude do Movimento Maio Amarelo afirmou que as ações continuam e pediu consciência no trânsito.

SIMULAÇÃO ACIDENTE

Com a parceria do Corpo de Bombeiros Militares do Estado de Rondônia, Bombeiros Civis e do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu foi realizada uma simulação de sinistro de trânsito envolvendo duas vítimas que estavam transitando na via de motocicletas e acabaram provocando o acidente ao se chocarem.

Simulação de sinistro de trânsito envolvendo duas motocicletas e duas vitimas

O tenente do Corpo de Bombeiros, Pedro Paulo Rodrigues Palma, disse que o Estado tem um número elevado de acidentes envolvendo motocicletas e para alertar os motociclistas, foi realizada uma simulação para chamar a atenção desse público ao encerrar o Movimento do Maio Amarelo na cidade de Ariquemes.

“Isso aqui é apenas uma simulação, mas esse tipo de acidente infelizmente acontece todos os dias”, lamentou o tenente do Corpo de Bombeiros.

Esse trabalho está sendo realizado com parceria com a equipe de Bombeiros Civil e também com a equipe do Samu. O tenente disse que acidente envolvendo motociclista geralmente é grave, porque a motocicleta não oferece tanta proteção. No caso da simulação, teve o envolvimento de duas motos e duas vitimas para o atendimento foram acionadas duas ambulâncias e vários profissionais de saúde para fazer os atendimentos iniciais para após socorrer as vítimas a unidade hospitalar.

A técnica de enfermagem do Samu, Simone Souza disse que a simulação teve como objetivo mostrar para o público o dia-a-dia de trabalho dos profissionais que trabalham no Atendimento Pré-Hospitalar – APH que conta com a parceria do Corpo de Bombeiros nos atendimentos.

Simone Souza enfatiza que o Atendimento Pré-Hospitalar faz toda a diferença no salvamento das vidas das vítimas, “pegamos muitos pacientes gravíssimos, com trauma, pacientes inconscientes, pacientes que são entubados no local”, afirmou a profissional de saúde.

O evento contou com a parceria também da Polícia Militar de Rondônia por meio do 7º Batalhão, Guarda Mirim, Prefeitura Municipal de Ariquemes que foi representada pelo vice-prefeito, Aner Gabriel Amaral e outras instituições.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem