O dia 11 de maio na história de Porto Velho, Rondônia, Brasil e Mundo

O DIA NA HISTÓRIA

Lucio Albuquerque

Jlucioac@gmail.com

BOM DIA 11 DE MAIO!

COMEMORA-SE

Dia da Integração do Telégrafo no Brasil. Dia Nacional do Reggae.

Católicos lembram Santo Inácio de Láconi. São Antimo. São Domingos do Santíssimo Sacramento. São Odilo de Cluny. Beato Zeferino Namuncurá.

RONDÔNIA

1954 – Criado em Porto Velho o grupo folclórico “Bumbá Corre Campo”, chamado “Gigante Sagrado”. 

1987 – Instalada a Junta de Conciliação e Julgamento do TRT em Vilhena. 

1988 – Lei estadual Nº 198 cria o município de Machadinho do Oeste.

 LINHA BRASIL

1852 – D. Pedro II inaugura a 1ª linha telegráfica do país, ligando o Palácio de São Cristóvão e o Quartel Central no Campo da Aclamação. 

1885 - Nasce Gaspar de Oliveira Vianna patologista brasileiro, descobridor da cura para a leishmaniose, 

1932 - Cerca de 100 mil operários da indústria têxtil paulista entram em greve. 

1938 — Fracassa a tentativa da Ação Integralista Brasileira de invadir o Palácio Guanabara, para depor Getúlio Vargas. 

2007 — Canonização do 1º santo brasileiro, Frei Galvão, em São Paulo, pelo Papa Bento XVI.

MUNDO

868 — Impresso na 1china o livro mais antigo do mundo, o Sutra do Diamante. 

1904 – Nasce o grande nome do surrealismo, o pintor Salvador Dali. 

1960 — Em Buenos Aires, Argentina, agentes israelenses capturam o líder do holocausto nazista Adolf Eichmann. 

2001 - A Wikipédia é lançada em português. 

FOTO DO DIA

Em 1852 o imperador D. Pedro II, certamente o mais culto de todos os que já ocuparam a chefia da Nação brasileira, inaugurava a primeira linha telegráfica do país, um espaço pequeno, dentro da cidade do Rio de Janeiro, mas de grande importância para o país. 

No início da segunda década do Século XX, ao encerrar o relato sobre a Linha Telegráfica Estratégica Cuiabá/Santo Antônio do Madeira, mais do que “estender fios” num sertão praticamente desconhecido, o chefe da missão, Capitão Rondon daria ao país não só uma ideia do muito que se tinha de terra mas, principalmente, através da equipe científica da caravana, uma visão da riqueza científica da região, através de fotos e filmes. 

Em 2011, para comemorar o aniversário de Rondon, a Academia de Letras de Rondônia realizou o evento “Rondon além da Linha Telegráfica” (foto do cartaz) com discussão também sobre o assunto.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem