O dia 03 de maio na história de Porto Velho, Rondônia, Brasil e Mundo

O DIA NA HISTÓRIA

Lucio Albuquerque

Jlucioac@gmail.com

Solicito desconsiderar a postagem anterior. Corrijo agora idade da senhora Labibe Brtotlo

BOM DIA 3 DE MAIO!

COMEMORA-SE

Dia Internacional do Sol. Dia Nacional do Pau-Brasil. Dia Mundial da Liberdade de Imprensa. Dia do Sertanejo. Dia do Desporto Comunitário. Dia do Atuário. Dia Nacional do Parlamento. 

Católicos lembram São Tiago Menor e São Filipe; Santos Evêncio, Alexandre e Teódulo. Dia da Invenção da Santa Cruz (a recuperação da cruz de Cristo).

RONDÔNIA  

1917 – Lançada a pedra fundamental da Matriz do Sagrado Coração de Jesus, em Porto Velho. 

1921 – Apresentada a peça satírica “No Paiz do Ouriço”, em Porto Velho, no cine teatro Phenix (Rua da Palha, atual Natanael de Albuquerque). Ainda adolescente, Labibe Aiech, depois Bartolo, participou e em 1993 narrou ao jornalista Zé Carlos Sá e ao repórter Lúcio Albuquerque trechos da peça. 

BRASIL

1916 - É fundada a Academia Brasileira de Ciências.  

1933 - As mulheres brasileiras foram às urnas pela primeira vez na história do país. 

1937 – Nasce a escritora Nélida Piñon, primeira mulher a presidir a Academia Brasileira de Letras (1996 e 1997). 

1989 - Morre o dicionarista Aurélio Buarque de Holanda..

MUNDO

1469 - Nasceu o filósofo e historiador italiano, Nicolau Maquiavel. 

2000 — Início do esporte de geocaching, com o primeiro cache colocado e as coordenadas de um GPS postado na Usenet. 

2007 — A menina Madeleine McCann, de 4 anos, desaparece na Praia da Luz, Portugal, iniciando "o desaparecimento mais noticiado da história moderna".

FOTO DO DIA

Senhora Labibe Aiech Bartolo, amazonense de Manaus, chegou a Porto Velho com 4 anos, aos 7 conheceu o primeiro prefeito, Guapindaia Brejense, aos 12 já estava enfronhada nas manifestações culturais, aos 13 participou da peça 

“No Paiz do Ouriço”, aos 14 tornou-se a primeira voz feminina a falar numa solenidade pública – leu um poema em homenagem à proclamação da  Independência durante a inauguração do obelisco até hoje existente em frente ao Palácio Presidente  Vargas na comemoração ao centenário do Grito do Ypiranga. 

Aos 18 anos, participando do “Bloco do Noroeste” foi a primeira foliã eleita Rainha do Carnaval. Dona Labibe foi a primeira dama da cultura rondoniense.

Dona Labibe faleceu aos 104 anos de idade, em 2013.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem