APRESENTAÇÃO: Projeto de equipagem, operação e manutenção para novo Hospital de Urgência e Emergência é debatido durante reunião

Maqueta da fachada do novo Hospital de Urgência e Emergência de Rondônia

Porto Velho, RO - A Secretaria de Estado da Saúde – Sesau, realizou no início deste mês, uma reunião com a Fundação Ezute para discutir sobre o projeto de equipagem, operação e manutenção que deverá compor o novo Hospital de Urgência e Emergência de Rondônia, que será construído em Parceria Público-Privado – PPP, na modalidade concessão administrativa, sendo entregue com módulos de construção do prédio da unidade hospitalar. A Fundação é uma organização privada sem fins lucrativos, que oferece soluções inovadoras em tecnologia e gestão.

No encontro foi abordado como a unidade será configurada e quais os serviços ofertados. Em relação à estrutura física, o hospital contará com: 
  • trezentos e noventa e nove leitos, sendo dez leitos de UTI;
  • enfermarias com três camas por quarto;
  • sessenta leitos de Unidade de Terapia Intensiva – UTI;
  • dez salas cirúrgicas, sendo uma hemodinâmica, e
  • Pronto-Socorro
A unidade também terá aparelhos assistenciais, dos quais realizarão exames de radiografia convencional; ultrassonografia; tomografia; ressonância magnética; endoscopia; métodos gráficos e mobiliário clínico. Já para serviços não assistenciais, o novo hospital possuirá equipamentos de lavanderia, de Central de material e esterilização – CME, aparelhos para cozinha e mobiliário não clínico.
 
Hospital será edificado na zona Leste de Porto Velho

A equipe da Fundação Ezute mostrou, por meio de uma apresentação online a imagem em 3D da fachada no novo hospital, bem como, os diferenciais no atendimento para a população rondoniense.

Contará ainda com mais de 25 protocolos clínicos, ou seja, uma série de atendimentos e procedimentos que serão ofertados na unidade, como também assistência no Serviço de Atenção Médico Domiciliar – SAMD, onde 30 pacientes egressos no hospital receberão tratamento em casa com equipe de atenção domiciliar, tendo como resultado o fluxo acelerado na unidade.

Para que o novo Hospital de Urgência e Emergência tenha níveis altos de qualidade em atendimento à comunidade, também será feita a qualificação, por meio da Organização Nacional de Acreditação – ONA.

Até o momento, o estudo de viabilidade do projeto está concluído em 82%, sendo que no início de junho entrará em fase de consulta pública, para colher melhorias no plano.

A governador de Rondônia, Marcos Rocha enfatiza a necessidade do novo hospital para o Estado de Rondônia. “Acreditamos que a partir da nova unidade, será possível atender de forma organizada e acelerada todas as pessoas que precisam de atendimento de urgência e emergência, inclusive pacientes internados no João Paulo II”, finaliza.

Sugestões ou solicitações devem ser dirigidas à Ouvidoria do Governo de Rondônia, pelo telefone 0800-647-7071.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem