HOMENAGEM: Atividades marcam comemorações dos 39 anos da Escola Estadual Cívico-Militar Irmã Maria Celeste, Guajará-Mirim

Atividades escolares marcaram as comemorações da data de fundação

Porto Velho, RO - Intitulada de Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Cívico-Militar Irmã Maria Celeste – ECIM, localizada no município de Guajará-Mirim, que em 2022 passou a ser Cívico-Militar, completou 39 anos de fundação no dia 8 de abril. Uma solenidade preparada pela equipe da unidade escolar foi realizada para comemorar a data. Houve a apresentação das Bandas de Música do 6º Batalhão de Infantaria de Selva, da escola, e a participação do poeta Ednaldo Almeida.

Alunos, integrantes da Banda de Música da escola fizeram apresentação especial

Os militares da reserva do Exército Brasileiro tiveram o primeiro contato com os estudantes. “Até o próximo mês os militares passam a trabalhar diretamente com os alunos e colocaremos em prática o ECIM”, destacou a diretora da escola, Elizabethe Bernardino.

As atividades encerraram com homenagens aos servidores mais antigos do estabelecimento de ensino pelos serviços prestados: Francisco Dias Filho (com 39 anos); Maria Madalena Pantoja da Silva (com 38 anos); Evanilce Ribeiro (com 33 anos) e Eurípedes Tártaro (com 32 anos).

“Com dez anos eu estava aqui na inauguração dessa escola, eu era aluna. Hoje, estou como diretora, com 39 anos de serviços prestados nessa unidade escolar, que já formou muitos alunos”, destacou a diretora.

HISTÓRICO

A unidade escolar foi construída para atender a demanda de alunos. A fundação do prédio ocorreu no dia 8 de abril de 1983. Em 5 de dezembro de 1984, pelo Decreto de criação nº 2554, assinado pelo então governador Jorge Teixeira de Oliveira, foi denominada Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio Irmã Maria Celeste, em homenagem à uma das grandes educadoras do município, a saudosa Irmã Maria Celeste.

Irmã Maria Celeste, descendente da família Bitencourt de origem francesa, nasceu no dia 15 de agosto de 1904 em Lorena, São Paulo. Em 1946, chegou a Guajará-Mirim para dedicar-se ao trabalho missionário na região. Seu amor pelas crianças fez com que fundasse o Jardim de Infância São José, sendo a primeira pré-escola do município, dedicando-se 25 anos em prol das crianças carentes.

No ano de 1956 assumiu a direção do Instituto Nossa Senhora do Calvário, cargo que desempenhou com muita competência durante 11 anos, findando as atividades educacionais, em 1973.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem