HEROÍSMO: Profissionais mulheres da Segurança Pública relatam amor pela profissão na missão de proteger e salvar vidas


A presença feminina tem se tornado cada vez maior em funções estratégicas, em cargos de gestão e de destaque

Porto Velho, RO - O trabalho das mulheres na Segurança Pública é primordial nos dias de hoje. Muitas sonharam com essa profissão ainda pequenas e hoje conseguiram realizar os seus sonhos. E elas estão presente em todas as áreas, como bombeiras, peritas, policiais civis e militares e servidoras civis. E essas mulheres fazem tudo com um único propósito: proteger e salvar vidas. Assim destaca a Secretaria de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania (Sesdec), ressaltando a valorização da mulher nas atividades desenvolvidas pelo sistema de Segurança Pública do Estado e o crescimento da presença feminina nos quadros das instituições de segurança.

Diariamente, policiais militares, civis, bombeiras, peritas e servidoras civis saem das suas casas e deixam o papel de mãe, dona do lar, esposa e filha para assumirem papéis de heroínas, quebrarem o preconceito e se tornarem exemplo de superação.

Jocimara Vieira trabalha há 19 anos na Polícia Militar

Segundo reforça o secretário de Estado da Segurança, Defesa e Cidadania, José Hélio Cysneiros Pachá, a presença feminina tem se tornado cada vez maior em funções estratégicas, em cargos de gestão e de destaque. As mulheres que fazem a segurança pública de Rondônia, atuam na elucidação de homicídios, na formação de novos policiais, em resgate a vítimas de acidentes, em perícias técnicas, no combate a incêndios, no apoio aos colegas de profissão e no que mais for preciso.

POLICIAL MILITAR

A 2° sargento Jocimara Vieira trabalha há 19 anos na Polícia Militar do Estado de Rondônia, fala com orgulho da carreira que resolveu seguir. “Falar da minha profissão é ressaltar que gosto do que faço. Tenho prazer em trabalhar todos os dias. Para definir meu trabalho eu precisaria juntar vários bons sentimentos”, afirma a sargento. Ela ainda mandou um recado para outras mulheres que gostariam de ingressar no sistema de segurança pública. “Nada é impossível para um sonho se concretizar. Sonhar já é o passo inicial, e não há limites para ninguém”.

A policial militar relembra a trajetória percorrida e manda um recado para as mulheres que pretendem seguir a carreira militar. “Hoje, se uma mulher realmente quer seguir a carreira militar, ela só precisa ter força, foco e conquistar o seu lugar sabendo que ela pode”.

POLICIAL CIVIL

Ivana já atuou em diversas áreas da Polícia Civil

A história da agente de Polícia Civil, Ivana Pereira, é bem diferente. Ela sempre quis passar em um concurso. Com isso, iniciou a carreira na Segurança Pública como soldado do Corpo de Bombeiros Militar e após dois anos trabalhando como bombeira, foi convocada para realizar a academia da Polícia Civil. Desde 2016, vem desempenhando um excelente trabalho na Segurança Pública, como agente de polícia, ela passou pela UNISP de Ouro Preto do Oeste, foi convidada para trabalhar na Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas – DRACO e atualmente está na Delegacia Especializada em Crimes Contra a Vida (Homicídios).

Segundo Ivana Pereira, a polícia civil tem várias áreas de atuação. “E em todas elas, nós mulheres temos a mesma habilidade e competência dos homens para desempenhar nosso papel. É sempre gratificante encontrar uma mulher por onde a gente passa, exercendo qualquer função que ela escolheu e batalhou para exercer”, destacou.

Nesta terça-feira, 08 de março, comemora-se o Dia Internacional da Mulher. Para homenagear as mulheres servidoras estaduais, foi programada uma série de matérias especiais nos órgãos do Governo do Estado e estarão sendo publicadas no Portal.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem