OPERAÇÃO MUTARE: Polícia Federal deflagra operação de combate à adulteração de medicamentos

Operação “Mutare” cumpre 08 Mandados de Busca e Apreensão em 04 Estados da Federação

Porto Velho, RO - A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta quarta-feira (02/02/2022), a segunda fase da denominada OPERAÇÃO MUTARE, visando desarticular associação criminosa voltada para a prática de crimes contra a saúde pública.

O grupo criminoso era responsável pelo fornecimento e venda de produtos adulterados destinados ao emagrecimento. Os produtos eram vendidos como suplementos alimentares contendo apenas componentes de origem natural, mas tal fato não ocorria na realidade. A adulteração dos medicamentos já havia sido comprovada na primeira fase da Operação Mutare, deflagrada em julho de 2020. Após a análise dos materiais apreendidos, foi possível chegar aos fornecedores dos medicamentos.

Foram cumpridos 08 Mandados de Busca e Apreensão nos municípios de Porto Velho/RO, Indaiatuba/SP, Uberlândia/MG, Goiânia/GO e Bela Vista do Goiás/GO, expedidos pela 1ª Vara Criminal em Porto Velho/RO.

Os investigados responderão pelos crimes de associação criminosa, venda de produto adulterado destinado a fins terapêuticos e medicinais e lavagem de capitais (artigos 273 e 288 do Código Penal, bem como artigo 1º da 9.613/1998), cujas penas máximas somadas chegam a 28 anos.

O termo “MUTARE” faz alusão ao modus operandi utilizado pelo grupo criminoso na prática dos delitos sob investigação, consistente em adulterar os medicamentos.

 



Fonte: PF

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem