REPOSIÇÃO DE ESTOQUE: Fhemeron intensifica ações de captação de sangue em Rondônia para repor estoque em baixa

Sangue O+, o mais necessário; doadores podem pedir para captação domiciliar

Porto Velho, RO - O tratamento oncológico em clínicas e hospitais especializados neste início do ano está demandando urgente reposição de estoques de sangue à Fundação de Hematologia e Hemoterapia do Estado de Rondônia (Fhemeron). Segundo a responsável técnica pela Fhemeron, a médica hemoterapeuta Ana Carolina Gonzaga, o Hospital de Amor da Amazônia, por exemplo, tem solicitações de oitocentas transfusões de sangue por mês.

Em Porto Velho, o sangue doado atende aos hospitais que atuam no tratamento de câncer, na realização de cirurgias oncológicas, e a 500 quilômetros da Capital, a Fhemeron apoia o Hospital Daniel Comboni de Cacoal.

O drama causado pelas doenças do momento (covdi-19 e H3N1) é avaliado a cada 24 horas pelo Hemocentro. “Ao mesmo tempo em que a Fundação convoca doadores, especialmente os de sangue A e O+, vem cuidando para não fazer a captação em grandes grupos, como é de costume, evitando assim aglomerações e focos de infecção”, explica Ana Carolina.

Mas ela alerta novamente, dada a gravidade do momento.

Parcerias já existentes há anos são boas, mas conseguimos maior êxito quando familiares e amigos comparecem para doar; recebemos muitas ligações telefônicas e temos buscado em casa”, relatou Ana Carolina.

Uma pessoa adulta tem, em média, cinco litros de sangue em seu organismo. Em cada doação, podem ser coletados entre 420ml e 470ml de sangue, além de 25ml a 30ml para os exames laboratoriais.

TRANSFUSÕES

Desde o final de 2021 até o atual período, os hospitais vêm fazendo muitas transfusões. “A quimioterapia (pacientes passam por diversas sessões), tem como consequência a anemia e queda no nível de plaquetas, e sem o suporte da transfusão de hemácias ou plaquetas pode haver atraso no tratamento e prejudicar os pacientes”, disse a hemoterapeuta.

A leucemia aguda é a principal patologia que necessita de suporte transfusional diário, com longos períodos de internação, em torno de 30 a 40 dias em alguns casos, e necessitam principalmente de transfusão de plaquetas.

Em alguns tipos de tumores (estômago, intestino e colo uterino) ocorrem sangramentos, e frequentemente necessitam de transfusão de urgência.

Em outros casos de pacientes que fazem radioterapia, precisam também estar com níveis adequados de hemoglobina (sem anemia), para terem o efeito ideal do tratamento, e a transfusão pode ser necessária em alguns casos.

PLAQUETAS

Segundo Ana Carolina, um grupo específico de captadores da Fhemeron tem trabalhado com doadores de plaquetas que mensalmente ali comparecem. Plaquetas são pequenos fragmentos celulares derivados de uma célula produzida pela medula óssea, responsáveis pelo controle de sangramentos.

A intensificação das doações para repor estoques de plaquetas em fevereiro atende diretamente aos pacientes oncológicos, todos carentes desse componente devido a quimioterapia intensiva.

A intensificação das doações para repor estoques em fevereiro atende diretamente aos pacientes oncológicos, todos carentes desse componente.


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem