NOTA DE ESCLARECIMENTO: Em nota ao vereador Fogaça, Semusa diz que dados sobre Covid estão sendo divulgados normalmente no eSUS VE

Vereador Everaldo Fogaça (REPUBLICANOS), quer transparência nos casos de Covid-19 na capital

Porto Velho, RO - A Secretaria Municipal de Saúde se pronunciou hoje, oficialmente, sobre os questionamentos do vereador Everaldo Fogaça (Republicanos) sobre a falta de divulgação de dados da COVID-19 em Porto Velho nas últimas semanas, numa época em que a doença causou inúmeras baixas em servidores e superlotou unidades de saúde em todo o Município da zona urbana, rural e ribeirinha.

Segundo a nota, o Departamento de Vigilância em Saúde/DVS, da Semusa de Porto Velho, resolveu a partir de 24 de janeiro desse ano “priorizar a notificação dos casos suspeitos de COVID-19 pelo sistema de informações eSUS VE, uma ferramenta criada pelo Ministério da Saúde, criada para essa finalidade.

De acordo com a secretária Eliana Pasini, o sistema ficou indisponível por mais de 30 dias, em nível nacional, conforme informações do próprio Ministério da Saúde, desde o dia dez de dezembro do ano passado. Durante esse período que o sistema de informações ficou indisponível, o Estado de Rondônia solicitou que os municípios informassem o número de casos diariamente por uma planilha on-line até que a situação fosse normalizada.

VEREADOR

O vereador Everaldo Fogaça foi tentar conferir os dados no eSUS, mas infelizmente não estão disponíveis para consulta e voltou a questionar a falta de transparência da prefeitura de Porto Velho.

"Venho aqui de publico cobrar a transparência da secretária Passini e do prefeito Hildon Chaves, pois é de suma importância a transparência destes dados, pois tem dinheiro público envolvido", destacou.

NOTA

“Foi o que fizemos até 24 de janeiro de 2022. Como o sistema eSUS VE voltou a funcionar, resolvemos implementar a inserção das notificações, inclusive as do período que o sistema ficou sem funcionar. Assim, atualmente, não passamos os dados para a planilha on line do Estado, mas estamos inserindo rotineiramente nossos casos (anteriores e atuais) no sistema de informações eSUS VE e esperamos que logo os nossos casos suspeitos estejam atualizados no sistema de informações oficial do Ministério da Saúde”, diz a nota.

NOTA DA SEMUSA

O Departamento de Vigilância em Saúde/DVS, da Semusa de Porto Velho, resolveu a partir de 24/01/2022 priorizar a notificação dos casos suspeitos de COVID-19 pelo sistema de informações eSUS VE, que ficou indisponível por mais de 30 dias, à nível nacional, conforme informações do Ministério da Saúde, desde o dia 10/12/2021.

Durante o período que o sistema de informações ficou indisponível, o Estado de Rondônia solicitou que os municípios informassem o número de casos diariamente por um planilha on line, que foi o que fizemos até 24/01/2022.

Como o sistema eSUS VE voltou a funcionar, resolvemos implementar a inserção das notificações, inclusive as do período que o sistema ficou sem funcionar.

Assim, atualmente, não passamos os dados para a planilha on line do Estado, mas estamos inserindo rotineiramente nossos casos (anteriores e atuais) no sistema de informações eSUS VE e esperamos que logo os nossos casos suspeitos estejam atualizados no sistema de informações oficial do Ministério da Saúde.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem