MEDIDAS SOCIOEDUCATIVAS: Mais de 50 adolescentes do Sistema Socioeducativo de Rondônia irão participar do Exame Nacional do Ensino Médio


Ficha de inscrição disponível no Portal do Governo deve ser preenchida e enviada ao Comitê Estadual

Porto Velho, RO - Em Rondônia, 55 adolescentes que cumprem medidas socioeducativas na Fundação Estadual de Atendimento Socioeducativo (Fease) prestarão Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nos dias 9 e 16 de janeiro. A atividade está vinculada às ações do Governo de Rondônia em prol da garantia da educação e de normas para a ressocialização de socioeducandos.

O Estado terá nove unidades socioeducativas subordinadas à Fease, que participarão do exame. Esta edição do Enem, que é coordenada pelo Governo Federal, será direcionada exclusivamente para Pessoas Privadas de Liberdade (PPL), e ocorrerá simultaneamente em 26 estados e no Distrito Federal.

Segundo a coordenação, o formato da aplicabilidade do exame seguirá o mesmo modelo do Enem 2021 regular. No primeiro dia os adolescentes farão prova nas áreas de Conhecimento de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, Redação e Ciências Humanas e suas Tecnologias; e no segundo dia, será a vez de Ciências da Natureza e suas Tecnologias e Matemática e suas Tecnologias.

O presidente da Fease, Antônio Francisco Gomes Silva, ressalta que viabilizar o acesso à Educação para socieducandos vai além da transmissão de conhecimentos teóricos, possibilitando contribuir para a formação dos adolescentes e a ressignificação do convívio social. “Acreditamos que a educação é uma ferramenta poderosa para mudar a vida do ser humano, pois como os adolescentes estão nesse processo de desenvolvimento, o Enem PPL garantirá o direito pleno ao cumprimento de uma medida socioeducativa”.

Segundo a assessora pedagógica da Fundação, Katiana Nunes de Araújo, o Governo do Estado tem como foco e política, a inclusão de implementos necessários para os socioeducandos. “O Exame Nacional do Ensino Médio é um direito destes adolescentes, que devem abraçar esse caminho como uma oportunidade. Temos a convicção que a educação transforma e é a única via para a liberação de práticas ilegais”, acrescenta.

ENEM PPL

Conforme o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), ao todo, serão mais de 54.200 pessoas privadas de liberdade ou sob medida socioeducativas que participarão desta edição do Enem PPL em todo o Brasil. Em Rondônia, as provas serão realizadas nas instalações das unidades socioeducativas, sendo respeitados os protocolos sanitários com objetivo de evitar a disseminação da covid-19.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem