INVESTIMENTOS: R$ 45 milhões serão empregados pelo DER para obras de substituição de pontes de madeira



Direção-geral do DER comemorou o investimento que será utilizado na infraestrutura e substituição de pontes de madeira

Porto Velho, RO - O Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transportes (DER) recebeu o montante de R$ 45 milhões para ser empregado na substituição de pontes de madeira por tubos ou novas que serão de concreto ou mista, principalmente as que apresentarem iminente risco de desabamento. O recurso foi disponibilizado pelo Governo de Rondônia, para execuções de ações do planejamento novos caminhos, durante o Fórum de Prefeitos e Vereadores, que aconteceu na última quarta-feira (17), em Porto Velho.

O cheque simbólico do valor foi entregue pelo governador Marcos Rocha ao diretor-geral do DER, Elias Rezende, e ao diretor-geral adjunto, Eder André Fernandes Dias. “Eu acredito que é possível mudar o Estado de Rondônia. E hoje estamos conseguindo mostrar que essa mudança é possível, é de verdade. Nós vamos mudar o nosso Estado, para que seja referência para todo o Brasil e para todo o mundo”, frisou o chefe do Executivo Marcos Rocha.


Governador Marcos Rocha confirmou o recurso ao titular da pasta do DER

Segundo o gestor DER, Elias Rezende, a missão dada pelo Governo do Estado é levar obras de infraestrutura aos municípios. “É assim que encaramos o desafio, levando melhorias nas estradas vicinais. Porque o nosso Estado precisa de estradas para poder crescer e desenvolver. Esse é o governo da integração; vamos colocar um ponto final nessas pontes de madeira, substituindo por pontes de aço e concreto, instalando tubos metálicos e de Polietileno de Alta Densidade (PEAD). Rondônia merece! Obrigado governador Marcos Rocha por mais esse investimento”.

“Há anos que a população rondoniense sofre com pontes e pontilhões de madeira. O Governo de Rondônia demonstra um compromisso sério ao investir R$ 45 milhões para obras de infraestrutura definitiva. Ao eliminar as pontes de madeira, estamos trazendo maior segurança ao usuário e demonstrando respeito com o erário público”, argumentou o adjunto do DER, Eder André Fernandes Dias

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem