ANIVERSÁRIO: Aos 40 anos, Jaru ganha investimentos do Governo de Rondônia e consolida agropecuária



Em outubro, o Governo de Rondônia entregou a ponte sobre o rio Ubirajara

Porto Velho, RO - No dia 7 de novembro o município de Jaru, na BR-364, a 292 quilômetros de Porto Velho, destacou os 40 anos de emancipação. A fundação da cidade ocorreu há 44 anos, a emancipação em 16 de junho de 1981, e a instalação aconteceu em 7 de novembro também em 1981. Em comemoração às quatro décadas de progresso, este ano o Governo de Rondônia entregou diversas obras ao município.

Jaru tem um grande frigorífico e está no rol dos grandes fornecedores de carne bovina industrializada com alto padrão de qualidade no Estado, exportando-a para 23 países com o selo de inspeção do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa).

Segundo o IBGE, em 2020, operações de crédito bancário no município superavam R$ 680 milhões. Seu Produto Interno Bruto (PIB) é de R$ 1,31 milhão.

Nos anos 1980, com a malária batendo recorde em plena exploração garimpeira do ouro na Serra Sem Calças, Jaru exigiu atendimento de urgência do Governo do Estado.

O setor rodoviário se destaca: o Governo entregou em outubro de 2021 a nova ponte sobre o rio Ubirajara, ligando Jaru com Governador Jorge Teixeira, na BR-463.


Do seringal à cidade asfaltada: com melhorias urbanas e rurais, Jaru se desenvolve a cada ano, na BR-364

Em junho deste ano, o gestor da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Ambiental (Sedam), Marcílio Lopes Leite, comunicou ao prefeito João Gonçalves Júnior, o apoio da pasta na proteção da matas ciliares em áreas urbanas e rurais.

Em setembro, o Projeto “Enxergar”, da Secretaria de Estado da Saúde (Saúde), havia feito mais de 1,3 mil cirurgias de catarata no município, e prosseguiu esse trabalho nos meses seguintes.

O prefeito também já manifestou gratidão pelas obras asfálticas com o projeto “Tchau Poeira” desenvolvido pelo Governo de Rondônia:

“É um grande passo dado pelo município de Jaru para o progresso e desenvolvimento. Estamos sendo contemplados com R$ 16 milhões em investimentos do Estado”.

Referiu-se aos 20 quilômetros de asfalto, que possibilitaram também a construção de uma área de lazer e de esporte. O Poder Executivo, via Departamento Estadual de Estradas de Rodagem e Transporte (DER), concluiu 1,5 quilômetros de acesso à RO-464, beneficiando o distrito de Tarilândia.
SAIBA MAIS

► O povoado de Jaru começou a partir da instalação de um dos postos telegráficos da Comissão da Linha Telegráfica Estratégica Mato Grosso/Amazonas, chefiada pelo então coronel Cândido Mariano Rondon, em 1912.

► A ocupação do Vale do Rio Jaru, entretanto, deu-se pelos seringais e seringueiros desde o século XIX, apesar da resistência imposta pelos indígenas Jarus, que a tinham sob seu domínio, ocupando uma extensa área que se estendia desde o rio Jaru, afluente da margem esquerda do rio Ji-Paraná, até às margens do alto curso do rio Madeira.

► Em 1915, a Comissão Rondon explorou o Rio Jaru, mantendo esse nome em homenagem aos primitivos habitantes. A ocupação atual do vale ocorreu a partir de 1975, com a instalação do Projeto Integrado de Colonização Padre Adolpho Rohl, pelo Instituto de Colonização e Reforma Agrária (Incra).

► No dia 11 de outubro de 1977, o presidente da República Ernesto Geisel assinou decreto criando alguns municípios, entre os quais Jaru. Pela Lei nº 6.448, Sandoval de Araújo Dantas nomeado como o primeiro administrador, ficando até até maio de 1979, quando foi substituído por Sebastião Ferreira Mesquita.

►Com a instalação, em 7 de novembro de 1981, engenheiro agrônomo Raimundo Nonato da Silva foi nomeado o primeiro prefeito. Seu mandato durou até 31 de janeiro de 1983, quando tomou posse o primeiro prefeito eleito, Leomar José Baratela.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem