MEDICAMENTO: Profissionais da saúde são chamados para capacitação sobre novo tratamento da malária



Profissionais da área da saúde, que ainda não participaram da capacitação para o uso de uma nova droga no tratamento da malária, promovida pela Secretaria Municipal de Saúde (Semusa), podem realizá-la de forma remota. A convocação da Prefeitura de Porto Velho tem como foco a atualização da rede básica de saúde para o tratamento da doença considerada comum na região.

A Tafenoquina vem como opção à Primaquina em determinado grupo de pacientes com a doença, junto ao teste quantitativo da enzima Glicose-6-fosfato desidrogenase (G6PD). O novo medicamento de dose única foi incorporado pelo Ministério da Saúde (MS) para o tratamento da malária, que é causada por protozoários do gênero Plasmodium Vivax e são transmitidos ao homem pela picada da fêmea do mosquito Anopheles darlingi.

Desde que foi implantado pelo MS, o município vem promovendo capacitações a fim de preparar os profissionais da saúde que prescreverão o medicamento. Os treinamentos são realizados sob a responsabilidade do Departamento de Vigilância em Saúde, em parceria com o Centro de Pesquisa em Medicina Tropical (Cepem).

Os profissionais que ainda não foram capacitados podem buscar o treinamento on-line clicando aqui, onde são repassadas as orientações pela médica Mariana Vasconcelos sobre a prescrição de antimaláricos para o tratamento da malária vivax durante a implementação da Tafenoquina e do Teste de G6PD.

Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem