Jornalista casado que se relacionava com várias mulheres é condenado a indenizar ex-amante



O Tribunal de Justiça de São Paulo condenou um jornalista que era casado, mas mantinha ao menos seis casos simultâneos com outras mulheres, a indenizar uma ex-amante que alegou ter sofrido danos morais provocados pela exposição do caso nas redes sociais e problemas psicológicos graves.

O caso ganhou repercussão em 2019, quando uma das mulheres revelou nas redes sociais que foi descoberto que o jornalista enganava a ela e outras mulheres. No Twitter, a história ficou marcada por ele supostamente ter ido assistir ao filme “Bacurau” várias vezes no cinema, com cada uma das mulheres, e chegou a ganhar a hashtag # Bacurau11.

Segundo o site, o desembargador Mathias Coltro, relator do caso na 5ª Câmara de Direito Privado, manteve uma indenização de R $ 10 mil fornecida pelo juiz de primeira instância em junho, porque o dano moral ficou comprovado. A decisão cabe recurso.

A ex-amante disse que manteve relações sexuais com o réu desde julho de 2019, e que se tratava de um relacionamento monogâmico, mas que foi descoberto depois que ele mentira, pois era casado e ainda mantinha envolvido com pelo menos mais cinco mulheres.

Fonte: G1


Postar um comentário

Postagem Anterior Próxima Postagem